5 Perguntas Sobre a Prova da OAB que Você Sempre Quis Fazer

É normal ter muitas perguntas sobre a Prova da OAB. Como qualquer outro desafio, este exame gera muita insegurança nos alunos e graduados que estão prestes a realizá-la. Por isso é completamente aceitável ter dúvidas sobre as regras da prova, sobre o tempo de execução e sobre qual a melhor maneira de estudar.

logo_aob

Nessas horas em que a insegurança aparece, o ideal é saber onde procurar ajuda e apoio. Descubra quem são os professores ou familiares com os quais você pode contar e não tenha medo de perguntar. Quanto mais você perguntar, mais preparado estará para enfrentar a prova.
Para quem ainda não descobriu pessoas próximas que estejam dispostas a ajudar, compilamos abaixo algumas dúvidas recorrentes sobre a prova:

1. Qual a atitude mais eficiente a ser tomada quando NÃO SEI a resposta de uma questão objetiva?

A dica mais eficiente nesse caso é deixar a questão para o final da prova, pois você ganha tempo para responder as questões em que conhece o conteúdo. Não há fórmula mágica para acertar uma pergunta que você desconhece o assunto, portanto o importante é não deixar essa questão abalar o seu emocional ou prejudicar o seu tempo de resolução das outras questões. Foque no que é importante.

 

2. Como faço para chegar na meta de 50% de acertos?

O ideal é estudar as matérias em que seu conhecimento é mais deficiente, por isso recomendamos que você resolva uma prova anterior da OAB e anote quantos acertos fez em cada matéria. Com esta informação em mãos, foque nas disciplinas em que houver menos acertos, pois assim sua média aumentará consideravelmente no próximo Exame que você prestar.

provas_da_oab

3. Devo me importar com outros alunos que sabem mais que eu?

A prova da OAB não possui concorrência, ou seja, o que importa mesmo é o seu desempenho individual, por isso não faz sentido você ficar preocupado com os colegas que estudam mais ou que, parecem saber mais. A única coisa que realmente importa é o seu desempenho, portanto foque em aprender e reter conhecimento. É somente esta atitude que o levará até a aprovação.

4. Quando a questão possui as palavras “jamais”, “nunca” e “sempre” no enunciado, ela necessariamente estará incorreta?

Existe uma boa chance de que as questões que contenham estes termos estejam erradas, pois as generalizações em Direto são perigosas e geralmente pontuam de maneira negativa na prova da Ordem. No entanto, é preciso estar atento de que esta é uma dica geral e que, existem sim, casos em que essas alternativas estarão corretas. Por este motivo, é importante abrir os olhos e ficar atento a cada palavra do enunciado!

 

5. Resolvi as provas anteriores e não cheguei na nota necessária. Isto significa que não vou passar?

Esta resposta é muito simples: não. O ato de resolver as provas anteriores é extremamente significativo, pois demonstra que o aluno está interessado e empenhado em dar o seu melhor. Quanto mais questões forem resolvidas, maior será o aprendizado do candidato, bem como ocorrerá um aumento gradual em suas médias. Não se desanime com os erros, o importante é estudar e a prender o máximo possível e, para isso, não existe outra prática mais efetiva do que a resolução de provas.

Caso tenha interessado em saber um pouco mais sobre os erros a serem evitados enquanto você estiver estudando para a prova da OAB, clique AQUI!

Gostou das dicas? Comente abaixo sobre outras perguntas que você tem vontade de fazer, mas ainda não conseguiu um orientador para responder, pois assim temos ideias de como ajudá-los nos próximos posts.

Um grande abraço!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *