Confira os 7 assuntos mais cobrados na prova da OAB

Depois de cinco anos de estudo na faculdade de direito, chegou a hora de colocar os conhecimentos adquiridos à prova. Ou seja, é hora de prestar o exame da OAB. As provas têm sido mais difíceis ano a ano, e na hora de estudar é preciso ter um pouco mais de direcionamento e focar nos assuntos mais cobrados na prova da OAB.

Sabemos que a primeira fase da OAB tem uma grande extensão de matérias. Por isso, com base nas pesquisas estatísticas feitas nas provas dos últimos 7 anos (quando a FGV começou a elaborar e aplicar a prova), pudemos verificar os principais tópicos que tratam as questões.

Neste artigo veremos os assuntos mais cobrados na prova da OAB por matéria. Confira!

1. Estatuto e Código de Ética

Historicamente essa matéria tem o maior número de questões dentro da prova da primeira fase da OAB, contando com uma média de 10 perguntas.

Os três principais assuntos que o exame cobra são:

  • direitos e prerrogativas da advocacia;
  • infrações e sanções disciplinares;
  • honorários.

Também é comum ter questões sobre incompatibilidades e impedimentos, sociedade de advogados e a atividade de advocacia.

2. Direito Constitucional

Em média são 7 perguntas de direito constitucional por prova. Os principais assuntos cobrados dentro de constitucional são:

  • controle de constitucionalidade;
  • organização político-administrativa do Estado;
  • divisão e harmonia dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

3. Direito Civil

Em média cada prova da Ordem tem 7 questões de direito civil, uma das mais amplas áreas jurídicas. Os conteúdos mais cobrados são:

  • contratos;
  • obrigações;
  • prescrição/decadência;
  • nulidades/anulidades;
  • propriedade;
  • posse;
  • usucapião;
  • regime de bens;
  • ordem sucessória.

4. Direito Administrativo

Caem, em média, 6 questões de direito administrativo. Elas costumam tratar de:

  • agentes públicos, servidores e concurso;
  • licitações;
  • organização administrativa do Estado;
  • atos administrativos.

5. Direito Processual Civil

Direito processual civil requer uma especial atenção desde a mudança do Código de Processo Civil. A comparação entre o código antigo e o novo pode ser alvo de questões, assim como as mudanças no sistema recursal e nas ações cautelares e de tutela. São normalmente 6 questões de processo civil por prova.

6. Direito Penal

Em média o exame da Ordem cobra 6 questões de direito penal, sendo a maioria sobre:

  • teoria geral do delito;
  • prescrição e aplicação da pena.

7. Direito do Trabalho

Com uma média de 6 questões, os principais assuntos cobrados são:

  • princípios do Direito do Trabalho;
  • contrato de trabalho e término do contrato de trabalho;
  • estabilidades e garantias de emprego.

E muita atenção, pois neste ano muito ainda não estão valendo as questões sobre a recente reforma trabalhista!

Ainda é importante ter atenção para as matérias que, mesmo contando com uma média moderada de questões, são muito importantes no resultado final:

  • Direito Empresarial (falência, tipos de sociedade e títulos de crédito);
  • Direito Processual Penal (inquérito policial, competência, teoria geral dos recursos e provas);
  • Direito Processual do Trabalho (recursos trabalhistas, processo de execução trabalhista e honorários advocatícios de sucumbência);
  • Direito Tributário (extinção do crédito tributário, princípios tributários e competência).

Há também matérias que, por serem menores em conteúdo cobrado, têm a menor média de questões na prova, mas que podem fazer a diferença entre passar e reprovar:

  • Direitos Humanos (direitos e garantias fundamentais na constituição, convenções e pactos internacionais de direitos humanos, comissão e corte interamericana de direitos humanos e dimensões de direitos humanos);
  • Direito Ambiental (princípios e responsabilidade ambiental);
  • Direito da Criança e do Adolescente (adoção e medidas socioeducativas);
  • Direito do Consumidor (práticas comerciais abusivas, direitos básicos do consumidor e proteção contratual do consumidor);
  • Direito Internacional (nacionalidade, competência internacional, organizações internacionais e tratados internacionais);
  • Filosofia do Direito (interpretação jurídica, teorias da justiça e noções gerais dos principais jus-filósofos).

Como podemos ver, o estudo é longo e, se não houver uma organização e sistematização, mesmo focando nos principais assuntos, poderá ser bem difícil conseguir cobrir todo o conteúdo.

Ter um cronograma de estudos ajudará a combater os sintomas da ansiedade e a se preparar melhor.

Com base nos assuntos mais cobrados na prova da OAB, fica mais fácil focar no que realmente importa. Agora aproveite e ajude seus amigos compartilhando este artigo nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *