Conheça a importância de cada fase da prova da OAB!

Após anos de estudo na faculdade de Direito, chegou a hora de prestar o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Para muitos, isso significa tanto a conclusão de uma etapa da vida como o início de uma profissão sonhada. Para conquistar a carteira da OAB, é muito importante utilizar planilhas de estudo e entender como funcionam as suas fases.

A prova da Ordem é dividida em duas etapas, tem caráter apenas eliminatório e acontece três vezes por ano. Pode-se inscrever bacharelandos em Direito do último período e aqueles já formados — a aprovação garante a permissão para atuar como advogado. Veja como funciona cada uma das fases da prova da OAB no artigo a seguir!

Primeira fase: prova objetiva

A primeira fase é uma prova objetiva com 80 questões. As perguntas são referentes a todas as matérias obrigatórias da graduação em Direito que foram estudadas ao longo dos cinco anos de curso e exige que se alcance o acerto de, ao menos, 40 questões — ou seja, 50% — para seguir para a segunda. Por ser extensa, as questões tendem a abordar conteúdos com menor profundidade.

Para a primeira fase, é preciso uma revisão geral e estruturada de todo o conteúdo, o que, normalmente, requer um curso preparatório — um esquema de estudos é essencial, pela extensão do conteúdo.

Matérias da primeira fase: número de questões

São diversas as matérias cobradas na primeira fase. Dentro das disciplinas, é importante tentar concentrar os estudos nos assuntos mais cobrados. Mas, em geral, o número de questões são:

  • Ética e estatuto da advocacia: 10 perguntas;
  • Filosofia do Direito: 2 perguntas;
  • Direito constitucional: 7 perguntas;
  • Direitos Humanos: 3 perguntas;
  • Direito Internacional: 2 perguntas;
  • Direito tributário: 4 perguntas;
  • Direito administrativo: 6 perguntas;
  • Direito ambiental: 2 perguntas;
  • Direito Civil: 7 perguntas;
  • Estatuto da Criança e do Adolescente: 2 perguntas;
  • Direito do Consumidor: 2 perguntas;
  • Direito empresarial: 5 perguntas;
  • Processo Civil: 6 perguntas;
  • Direito penal: 6 perguntas;
  • Processo Penal: 5 perguntas;
  • Direito do Trabalho: 6 perguntas;
  • Processo do Trabalho: 5 perguntas.

Segunda Fase: Prova Prático-Profissional

A segunda fase da prova da OAB é chamada de Prova Prático-Profissional. Apenas os candidatos aprovados na primeira podem realizá-la. Ela vale 10 pontos, sendo direcionada a uma área jurídica específica e é composta por duas partes distintas: a peça técnica e questões discursivas.

Para ser aprovado, o candidato deve atingir a média de 6 pontos — a peça jurídica vale 5 e as questões possuem pontuações diversas. Essa fase trabalha uma área com maior profundidade, de acordo com a opção do candidato pela prova que realizará.

Prova da segunda fase: escolha da matéria

Existem 7 opções de áreas do Direito nas provas da OAB: administrativo, civil, constitucional, empresarial, penal, trabalho ou tributário. Essa é uma escolha decisiva para o sucesso na prova e deve ser tomada com cuidado.

A área determina as possibilidades do tipo de peça a ser feita e conteúdo cobrado, exigindo teoria e técnica processual acuradas. Um dos critérios para essa escolha é a afinidade do candidato com a matéria, assim, ficará mais fácil estudar e se dedicar.

Uma outra dica para tomar a decisão da área jurídica é a proximidade prática que possui com a matéria. Estágios na área sempre facilitam bastante a execução da peça, por exemplo. Existem, claro, outras dicas importantes para a escolha da área jurídica, mas, o que importa é estar preparado e estudar com afinco.

Ou seja, é muito importante ter conhecimento de como funcionam as fases da prova da OAB, para conseguir estudar e escolher a área desejada.

Quer saber mais sobre como estudar para a primeira fase da prova OAB? Então, leia agora mesmo nosso post que traz várias dicas sobre o assunto e esteja preparado para a sua avaliação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *