acredita OAB

É Você a Pessoa que Não Acredita em si Mesma.

shutterstock_2314056_MenorÉ você que questiona a sua própria inteligência, beleza, caráter.
O mundo é o seu espelho.
Se você duvidar de si mesmo os outros duvidarão também.
Você é o seu maior inimigo.
E eu vou te contar um segredo.
Eu também sou assim. Sou igual a você.
Me pergunto se eu vou conseguir alcançar a minha próxima meta.
Se vou conseguir perder peso, estudar mais, realizar meus sonhos.
Eu sei que você também se questiona. A dúvida é uma companheira eterna.
Está sempre na nossa mente, e sempre estará. E veja isso como uma coisa boa.
Ela te torna realista.
As pessoas que não se questionam são as que não se conhecem.
Por que a verdade é que as derrotas e as vitórias sempre ocorrerão.
Vamos quebrar a cara muitas vezes, mas vamos vencer outras.
Você só tem 2 escolhas. Ou você passa na OAB ou desiste.
Não existe uma terceira opção.
Eu acredito em você….
e por favor, acredite também. Estou aqui para te ajudar.

Um abraço,

Bruno Sette

One comment

  1. Exame de ordem, vergonha naaoincl. Mais vergonhosa ainda foi a decise3o do STF amparando a constitucionalidade de uma prova, que sf3 se impf5e grae7as a pertine1cia da oab diante dos milhf5es arrecadados e0s custas dos BACHAREIS . Os valores cobrados pela anueancia dos advogados, dos Bachare9is a tedtulo das provas e daqueles que se3o estagie1rios ne3o se3o apresentados ao Tribunal de Contas da UNIc3O nem e0 Receita Federal. A oab consegue desculpas facilmente descabidas e fe1ceis de serem rebatidas perante o Juedzo, perante o Estado, mas ao inve9s de se tornarem transparentes, todas estas questf5es ao chegarem ao judicie1rio, sabe-se le1 o porquea, acabam desfavore1veis e0 sociedade e a oab se esquivando ao cumprimento de suas obrigae7f5es. As decisf5es acabam sendo favore1veis a esta instituie7e3o sabe-se le1 o quea. Se e9 ou ne3o autarquia. Se fazer faculdade perdeu o valor, ente3o que se fae7a igual ao curso de jormalismo. Se for para ferir diversos princedpios constitucionais, que se extingua a contituie7e3o; se for para desconsiderar que lei posterior revoga lei anterior, que se ridicularizem as leis; se for para manter uma ordem em desigualdade que se extingua o STF. Se for para manter uma instituie7e3o que consegue ganho de causa sem amparo legal nenhum, que seja extinta a oab, pois e9 inconcebedvel que uma entidade sem classificae7e3o alguma se utilize deste mesmo argumento para se intitular o que for, afim de manipular opinif5es, sair impune e comandar o paeds. A oab e9 uma autarquia como outra qualquer, deve satisfae7f5es e0 sociedade; portanto, ne3o faz mais que sua obrigae7e3o em dizer para onde ve3o os MILHd5ES arrecadados e deixar de insistir na aplicae7e3o de um exame o qual desqualifica o formado e, em momento algum e9 o suporte para avaliar o mednimo ensinado pelas faculdades. Se este exame qualifica em cinco horas e transforma o examinado em profissional da noite para o dia, ente3o esta autarquia deve ser solide1ria pelos danos causados por estes profissionais aos quais a mesma este1 dando o aval de qualificados. O argumento pronto e9 de que o exame exige o mednimo; pore9m, este mednimo e9 insuficiente na pre1tica. Na pre1tica se aprende muito mais, muito mais do que se aprendeu na faculdade, por isso este exame ale9m de continuar sendo ilegal, e9 infatil. Te3o infatil quanto este exame se3o as leis que em nada valem, nem mesmo para garantir que a contituie7e3o existe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *