ENTREVISTA: Coach em Aprovação Para Provas e Concursos

Hoje entrevistamos Diana Sette, Professional Coach Certificada pela Sociedade Latino Americana de Coach, Consultora especialista em aprovação em provas e concursos. Nesta entrevista, ela conta como funciona o trabalho de Coaching para Provas e Concursos, quanto custa, como avaliar se vale a pena para você e ainda dá algumas dicas para quem está se preparando para a OAB.

Como você começou a trabalhar como Coach?

DIANA SETTE: Surgiu da necessidade de atender os clientes do ProvasdaOab.com que adquiriam nosso material de estudos e pediam para a gente fazer esse serviço orientasse sua preparação de forma produtiva. Eles queriam conhecer as regras do Exame ou do Concurso que fariam, quais assuntos caíam na prova e como trabalhar o psicológio e diminuir o nervosismo na hora da prova. Porque uma coisa que ficou clara para mim, nesses anos trabalhando na área é que, muitas vezes, os candidatos não tinham um bom desempenho no exame por puro nervosismo. Bom, então esse trabalho de consultoria deu excelentes resultados, mas eu via que faltava um pouco de comprometimento de parte dos alunos que se submetiam a esse processo. A partir daí, conheci o Coaching e fiquei apaixonada pela metodologia. Fui em busca de formação e consegui aliar o melhor da consultoria, onde oriento sobre como estudar, ao clico do Coaching, para ajudar o candidato a se conhecer melhor e entender seus pontos fortes e fracos.

Então você é ao mesmo tempo Consultora e Coach?

DIANA SETTE: Sim, a metodologia inclui as duas coisas.

E qual a diferença básica entre elas? Qual o melhor para a pessoa que está estudando para um Concurso ou para o Exame da Ordem?

DIANA SETTE: Não podemos falar o que é melhor ou pior para casos generalizados. É preciso estudar caso a caso e identificar qual a necessidade de cada pessoa, para poder fazer um direcionamento. No mercado existem três opções: Consultoria, Mentoria e Coaching. O consultor é aquela pessoa que tem experiência na área de concurso e entende como eles funcionam. No meu caso, ainda tem o plus que é o fato de eu ensinar como se estuda de forma produtiva. Já o mentor dá a fórmula que serviu no caso dele. Ou seja, ele passou em tais concursos e ensina o que ele fez para conseguir, qual técnica ele utilizou, para que o aluno siga os mesmo passos. E por fim, o coach, que ajuda no processo de auto-conhecimento dos candidatos, para que eles possam tirar proveito do seu melhor e eliminar o que for ruim para alcançar o objetivo da aprovação.

E o seu trabalho específico, como funciona?

DIANA SETTE: Minha metodologia, como eu disse, engloba a consultoria e o coaching. Tudo é feito de forma personalizada para cada cliente. Eu primeiro conheço a pessoa, sua rotina e estudos, seus objetivos e passo a orientá-la como ela deve estudar, de acordo com os horários que ela tem disponível para a preparação. Depois que o candidato já está seguindo as orientações e estudando de forma produtiva, a gente entra no ciclo do Coaching, para que ela se mantenha motivada e focada durante todo o processo, até atingir sua meta, que no caso é a aprovação em determinada prova ou concurso.

Quais seriam, com a sua experiência, os três principais erros dos concurseiros ou das pessoas que estão estudando para a OAB?

DIANA SETTE: Acredito que o erro inicial é a falta de conhecimento e auto-conhecimento. Por exemplo, não conhecer as regras do concurso, não procurar no edital qual o peso das matérias, não praticar a resolução de provas anteriores para entender como a Organizadora cobra aquele determinado assunto e não verificar o conhecimento da dela em cada matéria, para saber onde ela deve se dedicar mais. O segundo erro que eu considero importante também querer começar a estudar como se já estivesse estudando há muito tempo, sem conhecer o seu ritmo. Pois cada organismo funciona de uma forma, então não dá pra estudar X horas igual aquele candidato que foi aprovado, se você não tem ritmo para isso. A qualidade do estudo é mais importante que a quantidade. E hoje, com a experiência que eu tenho, eu diria que o terceiro grande erro é querer estudar sempre de forma passiva. Isso é, só assistir aulas ou videoaulas, ou só ler e esquecer que tem que colocar aquilo em prática através de exercícios ou de resumos próprios.s

O atendimento é todo virtual, facilitando a vida do estudante.
O atendimento é todo virtual, facilitando a vida do estudante.

Quanto custa um Coaching para o concurso da OAB?

DIANA SETTE: Inicialmente a ideia é que a pessoa se submeta a uma entrevista com o profissional pra ele verificar qual a necessidade dela. Porque, às vezes, só o ciclo de Coaching não resolve. Então seriam necessérias mais sessões de Consultoria, para que essa pessoa saiba como montar um cronograma de estudo e como encaixá-lo na sua rotina diária o estudo de forma sustentável. Porque não adianta começar estudar muito empolgado e com o tempo desistir, não é verdade? Então tudo isso vai depender muito dessa entrevista de avaliação inicial, que no meu caso não custa nada, é uma conversa para entender necessidade do cliente.

Como a pessoa faz se estiver interessado em saber mais informações sobre o seu trabalho?

DIANA SETTE: Com relação a maiores informações, é só entrar no site do Aprova Consultores e agendar uma primeira sessão gratuita de avaliação.

Tem muitas pessoas procurando esse tipo de serviço?

DIANA SETTE: Sim. Hoje o mercado ele tá aceitando muito bem esse novo trabalho, as pessoas estão procurando cada vez mais, pois já conseguem ver a efetividade da metodologia. Isso tem acontecido porque a partir do momento que você se conhece e passa a se comprometer em fazer uma tarefa, as chances de você executá-la é muito maior do que quando você recebe um modelo pronto. Então se você parar pra pensar, quando você recebe um cronograma de estudo pronto, que leva em consideração apenas aquilo que é importante para quem o criou, as chances de você não se adaptar e começar a cair de rendimento por não conseguir ter o mesmo ritmo de quem a fez são enormes. Isso acaba frustando o estudante e o deixando desacreditado da sua capacidade. Então o ideal é que o plano de estudo seja algo personalizado.

Então, como muitas pessoas tem procurado muito, sua agenda deve estar lotada, certo? Ainda há vagas? Outros cliente podem entrar em contato com você pra agendar uma consulta?

DIANA SETTE: Na verdade, a agenda é bem variável e depende muito da semana, porque sempre tem gente entrando e gente concluindo o ciclo. Então, com relação às vagas para o programa, vai depender de quando a pessoa me procurar. Porém, mesmo quando a agenda está lotada eu não deixo de atender a pessoa para a primeira sessão gratuita, pois assim o candidato entende e conhece como funcionará o processo e, caso haja interesse, entra na fila de espera.

Quanto tempo em média dura um ciclo de coaching?

O ciclo dura geralmente entre 10 e 15 sessões.

Queria agradecer o seu tempo aqui com a gente, desejar muito sucesso e pedir para que você deixe novamente o endereço do seu site para quem ficou interessado.

DIANA SETTE: Eu que agradeço a oportunidade. E quem ficou interessado e quiser participar da primeira sessão grátis, é só acessar www.aprovaconsultores.com.br

 

Gostou da entrevista? Ficou com dúvidas ou que deixar suas sugestões? Então comente abaixo!

One comment

  1. Esta página é importante para nós estudantes.

    Att,
    Anderson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *