Segunda Fase OAB
Segunda Fase OAB

Espelho Individual da Segunda Fase da OAB 2013

Oi Pessoal,

Que bomba, hein?

Apenas 10,3% de aprovação? A OAB está pegando pesado demais na Segunda Fase OAB!

shutterstock_69779953_MenorPara aqueles que passaram, desejo toda a felicidade do mundo. Curtam bem, vocês merecem!
Mas do total de inscritos para o exame apenas 10,3% passaram. Um absurdo!
Se você não passou na segunda fase, veja como você foi.

Veja o espelho individual da Segunda Fase

 

 

Mas lembre-se que nas dificuldades, só temos uma escolha:

Planejamento

Precisamos nos esforçar ainda mais!
Então bola pra frente e resumos na Mão!
Vamos focar que já está marcada a data do próximo exame.

Veja aqui uma ajuda para planejar esses 40 últimos dias.

Estou aqui para te ajudar.
Um abraço,

Bruno Sette

ps: E o que você achou do Resultado? Também acha que a OAB está pegando pesado demais?

 

12 comments

  1. josenaido alves dos reis

    É verdade que OAB só interessa o resultado financeiro, e mais nada. Pouco impota as qualificação profissional de cada um. Não adianta. O necessário é os Bachareis e donos de Faculdades se mainiffestarem juntos, ou nada adianta, é tentar enxugar gelo. E ai continua o malandro OAB e o otário os Bachareis em Direito, que são os mais fracos.

  2. Ficamos sem entender, qual a verdadeira intenção da OAB, quando só aprova 10,3%, de um universo de 114.000 inscritos, gostaria que, todos nós bacharéis tivéssemos uma explicação mais convincente por parte da instituição, visto que, o nível da prova, segundo alguns professores, é de quem já tenha mais ou menos uns 10 anos de experiência e não um formando sem experiência alguma.

  3. ELIAS LOPES JUNIOR

    A OAB É UMA VERDADEIRA EMPRESA DE REPROVAÇÃO, VAMOS VER ATÉ QUANDO IREMOS TOLERAR ESSA VERGONHA, PRECISAMOS DE UM MOVIMENTO NACIONAL PARA RECUPERAR A DIGNIDADE DOS BACHARÉIS EM DIREITO.

  4. Concordo com o exame de ordem, por outro lado os bachareis também tem razão, o que precisa ser revisto é o nível das faculdades, um verdadeiro caça niquel, sei que é dificil, já passei por isso, mas é preciso nivelar por alto, o que precisamos é exigir mais dos cursos de direito, afinal as faculdades precisão se posicionar, ou elas querem formar bachareis ou advogados, isso precisa estar claro quando o academico começa o curso de direito, não é justo o academico ingressar numa faculadde que nem ela sabe o que quer… ou seja,………. coisado do academico…….., tem apenas esperanças quando na verdade nunca vai chegar a ser advogado, salvo rara excessões.
    Porisso que os futuros academicos devem analisar em que faculdade estão ingressando, meia boca nãoa dianta, ou ele entra numa que é 10 e estuda bastante ou faz outro curso.!!

  5. AINDA TEM JUIZES QUE CONCORDAM EM QUE DEVE-SE ACABAR COM EXAME DA ORDEM…

  6. Antonio da Silva Miranda

    Amigos sinceramente o que está faltando para maior números de aprovados na prova dfa OAB é ESTUDAR MAIS. Enquanto houverem pessoas escrevendo MENAS PESSOAS ao invés de MENOS PESSOAS, o caminho é a reprovação mesmo..

  7. Gostaria muito que respondessem a essa prova, os Alunos da EMERJ, os da FESUDEPERJ, e da FEMPERJ, buscando assim um parâmetro para o grau de dificuldade aplicado ao último exame da Ordem.
    Pois, tanto os cursos de Direito, quantos os bacharéis estão sendo ridicularizados pela crítica, como se fossem apenas ineficientes, desinteressados, mas o que se ressalta é outra realidade.
    Trata-se de um exame multidisciplinar que requer do concursando conhecimentos sólidos em todas as disciplinas, que requer um grau de entendimento e vivência que somente poderia ser atribuído a um profissional já experimentado, agravado agora pela inclusão mais uma disciplina muito difícil – Filosofia do Direito(!).
    O problema é conjuntural, se inicia no desrespeito às prerrogativas do profissional do Direito e vai culminar no conflito de vaidades esposado em nossos Tribunais.
    Aliás, aqui ( no exame) não se tem a possibilidade nem de emendar, aditar, reconsiderar ou de se retratar, ainda que fosse por lapso, desconhecimento ou até pela própria falta experiência, ou será que nehum advogado atuante um dia teve de emendar sua Inicial.
    De maneira que, fica aqui um desafio a todos os membros já inscritos na OAB/RJ, inclusive a seu próprio presidente ( RIO DE jANEIRO) e sem qualquer restrição sobre àquele que quiser aderir, o de se prestarem a responder as questões de quaisquer uma dessas ediçoes recentes do exame da OAB, a fim de se poder mensurar o que realmente sabem e/ou a que título se propõem atuar uma vez que este critério somente passou a ser adotado, repita-se, recentemente.
    Aliás, como sugesão, caberia ao Conselho da OAB propror uma nova avaliação sobre todos os que que atuam como advogados, se bastando apena a disciplina – PORTUGUÊS, ou seja, “cortar a própria carne”, para depois impor esta espécie de sanção sobre àqueles que culpa alguma tem, que sequer ingressaram na profissão, e a exceção de alguns poucos, dos tantos desavergonhados que atuam sobre a bandeira da própria OAB.
    Desculpe o desabafo, mas o que está faltando é ÉTICA!

  8. Malandro é malandro e mané é mané, Bachareis em Direito não façam sua inscrição no próximo concurso. Deixe de ser mané porque quando uma petição está inepta, ela não chegar a ser apreciada é devolvida para emendar ou aditar e se problema continua a OAB é comunicada para resolver o problema e tem mais quando o Advogado dar prejuizo a parte ele é obrigado a indenizar. Então esta avaliação está injusta, absurda, desonesta imoral, ilegal…..

  9. Ainda sobre a questão relacionada ao alto índice de reprovação no Exame de Ordem gostaria da fazer a seguinte avaliação: a maioria das críticas recaem sobre nós, alunos, que não estamos preparados… Mas é preciso ver o outro lado da moeda: as Faculdades. E sobre elas não vemos nenhuma ação enérgica da OAB. Pelo contrário, a cada dia mais cursos são abertos Brasil Afora. Quanto a nós que pleiteamos a carteira e o direito de advogar é continuar tendo despesas com a OAB e cursos preparatórios. Por que então não se faz uma fiscalização efetiva nas Faculdades deixando no mercado somente aquelas que formam realmente profissionais?

  10. Tenho colegas que escrevem mau pra caramba, que falam um português péssimo, tipo (nós vem, nós vai), e que conseguiram passar no Exame da OAB. Eu, que sempre fui boa aluna, e sempre gostei de estudar, ainda não passei. Vai entender o critério de avaliação deste exame.
    Na minha opinião o que conta neste exame é o LUCRO que ele tem trazido para cursinhos preparatórios, que em grande parte tem como donos juízes, filhos de juízes e desembargadores. Além do valor exorbitante de cada avaliação, atualmente R$200,00 (duzentos reais).
    Nem em prova de exame para juiz é cobrado este valor exorbitante. Está caro demais!
    As pessoas saem de uma Faculdade, querendo conquistar uma posição no mercado de trabalho, e são explorados ainda mais. Já não bastam os 5 anos de curso de Direito, e todo dinheiro investido com material didático durante estes longos 5 anos?
    Enquanto isso, para ser médico, é só fazer residência e pronto! Vai entender…. Estamos no BRASIL.

  11. Se passar na prova da OAB , fosse determinante para avaliar um bom advogado, então , subtende-se que não teríamos ,tantos advogados fazendo caca por ai.

  12. O Exame da ordem é muito pesado, concordo, pois já tentei por 4 vezes, e, vou continuar mas, para tal estou sempre me preparando. Agora, bacharel em direito escrever, expressar M E N A S, É DE AMARGAR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *