Estuda sozinho para a OAB? Então veja essas dicas!

Você que está se preparando para uma prova, já parou para se perguntar o que realmente funciona para obter uma preparação de qualidade? Tratando-se de um exame tão concorrido como o da OAB, a pergunta se torna ainda mais relevante, já que são muitos conteúdos para fixar em tão pouco tempo, correto?

O objetivo deste artigo é mapear a melhor maneira de estudar, valorizando o máximo de conteúdo que possa ser aprendido em intervalos curtos de tempo, como a preparação do candidato até o dia da realização do exame da OAB.

Dicas de como estudar sozinho para o Exame da OAB

Mais importante do que aprender rápido, é poder aprender de tal forma que o conteúdo permaneça na sua mente por longos períodos. Afinal de contas, mesmo depois da prova da OAB, durante sua carreira seja como concurseiro ou advogando, todo esse aprendizado será muito importante para o desenvolvimento dela.

Então, se você estuda sozinho e não tem com quem dividir as dúvidas e aprendizados, separamos para você algumas dicas de como realização sua preparação de forma produtiva. Durante anos, profissionais da área de psicologia, pesquisadores cognitivos e educadores buscaram entender qual seria a melhor maneira de estudar para aprender rápido e permanentemente. Hoje, quem estuda dispõe de diversas maneiras, tais como:

  • Releitura;
  • Grifar textos;
  • Fazer resumos;

Antes de apontarmos as dicas, é importante ter em mente que a simplicidade, aliada à eficácia, tornam os resultados ainda maiores. É importante frisar também também que não há restrição de idade, nem condições mínimas de conhecimento para colocar em prática as dicas que sugeriremos, ok? Então aproveite as dicas:

1 # Avaliando a si mesmo

Este método é bom de ser aplicado sempre que um capítulo for encerrado. Através desta dica, o candidato treina a capacidade de recordar por mais tempo, especialmente quando se trata das etapas iniciais de estudo, para que não se perca nos momentos finas da labuta acadêmica.

Os testes, como são chamados, são fundamentais, pois desencadeiam reações que ajudam a acessar memórias de longo prazo por meio de múltiplas vias neurais, fazendo com que o acesso à informação se torne mais simples.

2 # Estudar com intervalos

Os candidatos da OAB devem saber que o conteúdo da prova além de ser excessivamente extenso, está recheado de conceitos. Então, se não houver organização na forma de estudar, todo aprendizado pode ficar confuso de ser assimilado.

Entre os novos conteúdos que o candidato tem mais conhecimento e os que tem menos, é essencial que dê-se um foco maior aqueles conteúdos onde há mais dificuldade e sempre organizar seu cronograma de modo que haja espaço para retornar ao conteúdo que aprendeu ou que sabe mais, para poder revisar. Aos fazer isso, o candidato exercita sua memória e recupera informações que podem ser perdidas caso não haja uma revisão regular.

3 # Atenção para o que não funciona

 

Fique atento à forma como você estudar e à utilização de técnicas que pouco agregam no seu aprendizado, como: anotar tudo, fazer resumos usando as mesmas palavras dos livros, usar caneta marca-texto com excesso, etc. Essas técnicas podem tornar seu estudo passivo, o que deixa seu cérebro mais relaxado e menos focado. Assim, há uma menos fixação do conteúdo. Procure sempre mesclar diferentes formas de estudo e nunca deixa de praticar exercícios. Isso além de te testar e avaliar seu desempenho nas diferentes matérias, te ajuda a conhecer melhor como funciona a banca examinadora e como ela elabora suas questões.

Gostou dessas dicas? Você estuda sozinho? Comente abaixo como costuma se preparar 🙂

One comment

  1. maria isabel sousa e silva

    FAZER CURSINHO PREPARA MAIS PARA A PROVA DA OAB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *