Ética: Os 5 Assuntos que Mais Caem na OAB

De todas as disciplinas requeridas para o Exame de Ordem Unificado dos Advogados do Brasil, a matéria que mais tem espaço e peso é Ética Profissional. Isto é até lógico e compreensível, por ser de extrema importância para que os advogados tenham uma clara visão moral e deontológica da profissão. E interessa para toda a sociedade a forma com que estes bacharéis porão em prática o exercício dessa profissão tão importante para a Pátria.

Também se faz extremamente necessário exigir que haja um claro entendimento da ética profissional por parte daqueles que desejam advogar. A importância do conhecimento dessa matéria tem que ser prioridade em todos os cursos profissionalizantes. É fundamental para o estudante de Direito, ou de qualquer outra profissão conhecer Ética.

 

Por esses e outros motivos, a Ética nos exames da OAB representa 12,5% do total de questões da prova. Ou seja, 10 questões de 80. Em seguida vêm as outras duas matérias, que são Direito Civil, com 8,74%, e o Direito Constitucional, com um pouco menos, mas igualmente importante.

Então, para quem quer ser bem-sucedido e conseguir efetivamente o título de advogado, precisa estudar essa matéria com um pouco mais de afinco. E se esmerar nas questões de Ética e os prejuízos da falta dela. Mas, quais são os 5 assuntos de Ética que mais caem na prova da OAB?

Dentro do assunto Ética vemos que existem diplomas normativos que já podem ser considerados os assuntos que mais caem na OAB. Confira:

 

Estatuto da OAB

Está na lei 8.906/94, deve ser estudado principalmente os deveres do advogado. O que constitui infração disciplinar e as principais sanções. Outro assunto pertinente são os honorários advocatícios e as incompatibilidades das leis.

Código de Ética e Disciplina

Corresponde aos artigos 20° e 21° e trata da recusa de um advogado depois que ele entende que o cliente é culpado. A abstenção do advogado em patrocinar causas contrárias à Ética e a moral e como ele deve declinar dessa colaboração.

Regulamento Geral

As competências do Sindicato dos Advogados, como convenções coletivas e representativas dos empregados e empregadores. E a própria representatividade da OAB, sua estrutura e organização junto aos advogados. E a representação feita pelos sindicatos, federações e confederações.

 

Publicidade

Trata da incompatibilidade da profissão de advocacia com a publicidade ou outro procedimento de mercantilização. Do provimento 94/2000 do Estatuto da Advocacia. O Artigo 29 do Estatuto da OAB que trata como deve ser feito o anúncio do advogado na captação de clientela. Tanto na sede profissional como na residência do advogado, o que tem que ser mencionado.

Incompatibilidade e Impedimento

Quais são as incompatibilidades e os impedimentos que geram as proibições para o exercício de advogar. A incompatibilidade temporária e definitiva. Quais as atividades que geram a incompatibilidade. Quais as exceções à incompatibilidade, e advogar ou não contra a União.

E aí, como anda sua preparação para a OAB? Está seguro em Ética? Deixe seu comentário abaixo, é muito importante para nós!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *