Qual a Melhor Carreira para Você: Concurso Público ou Advocacia?

O curso de direito oferece aos seus graduados duas vertentes de carreiras bem distintas: concurso público ou advocacia. É muito importante para o bacharel, e também para os estudantes de direito, reconhecer qual das duas carreiras combina mais com suas personalidades, pois somente assim podem direcionar seus esforços e estudos na direção correta.

Preparamos algumas perguntas e respostas que podem melhorar o seu conhecimento sobre os dois caminhos. Leia atentamente e reflita sobre elas para absorver o máximo possível de informações úteis para a sua tomada de decisão.

duvida-incerteza

 1. Você tem dificuldade em cumprir horários?

A carreira pública oferece diversos benefícios, mas é necessário pesar que ao trabalhar em um órgão do Governo, você terá que cumprir uma determinada carga de horário por dia independente do que estiver acontecendo em sua vida pessoal. Também se exige pontualidade nos horários de chegada e saída. Uma pessoa muito dinâmica e com dificuldade disciplinar teria problemas para se adaptar a esse sistema. Pense sobre si mesmo e em como encararia esta questão na prática.

2. Como você lida com incertezas?

Outro ponto relevante é a instabilidade na carreira profissional que um advogado necessariamente enfrenta. O profissional liberal não possui benefícios financeiros e de bem-estar agregados em muitos dos concursos públicos, tais como: plano de saúde, período de férias, décimo terceiro salário, estabilidade financeira, entre tantos outros. É preciso analisar nesse ponto qual seria a sua estabilidade emocional e disciplina para lidar com essas incertezas de maneira produtiva.

 

3. Você é uma pessoa inquieta?

As pessoas inquietas possuem a tendência de ficarem entediadas com facilidade, por isso é altamente recomendável que elas procurem atividades dinâmicas e com pouca rotina. No caso dos concursos, devem ser evitadas as áreas mais administrativas em detrimento de áreas com maior trabalho de campo. Da mesma forma, pode-se observar que em algumas áreas o advogado possui maior repetição de suas tarefas do que em outras. Os inquietos geralmente procuram a advocacia como eixo de carreira, mas isso não é uma regra, pois existem concursos que exigem uma gama de tarefas muito ampla.

4. Você sabe quais são os desafios do cotidiano de um advogado?

A advocacia exige um investimento inicial bastante alto para a montagem de um escritório, sendo necessário investir em móveis, papelaria e aluguel de um imóvel, por exemplo. Outro ponto importante é que um advogado precisa realizar tarefas que vão além do que ele aprendeu nas salas de aula de direito, algumas tarefas são: atender o telefone, planejar as contas do escritório, contratar funcionários, planejar a limpeza do escritório, vender serviços, entre tantas outras. Ele deve ter um espírito de empresário, enquanto o funcionário público não terá despesas para trabalhar e nem responsabilidades além das suas tarefas cotidianas. Encarar essa realidade dura vivida pelo advogado é fundamental para fazer a escolha de carreira mais adequada ao que você está disposto a fazer profissionalmente.

 

Essas perguntas servem para que se inicie uma reflexão mais profunda sobre o cotidiano de ambos os eixos de carreira, pois é importante fazer uma escolha consciente e racional, já que a energia que qualquer uma das duas demanda é enorme. Tanto ser aprovado no concurso desejado, como advogar de maneira responsável e lucrativa, são desafios enormes que só podem ser realizados quando se tem muita certeza sobre qual caminho seguir.

Para quem quiser saber mais sobre como definir metas, acesse nosso post que desvenda os principais erros que cometemos quando definimos objetivos, CLIQUE AQUI!

E você, o que pensa sobre esses dois eixos de carreira? Concurso público ou advocacia? Deixe sua opinião nos comentários.

One comment

  1. Artigo muito bem estruturado! Um outro ponto antes de escolher qual dos dois caminhos, é fazer a pergunta: Vou ter tempo de ver a minha família, sair a hora que eu quiser, trabalhar com quem eu quiser…

    Depende de cada pessoa, cada uma deveria se fazer estas perguntas, e refletir sobre a escolha que irás fazer, porque o pior é escolher um caminho e desistir dele no meio da caminhada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *