Vale à Pena Investir em Material de Estudo Para OAB?

Passar no Exame da OAB não é tarefa fácil. E segundo dados da Fundação Getúlio Vargas- FGV, somente 18% dos candidatos passam de primeira no exame.

E 58% das pessoas que prestam a prova foram reprovados em todas as tentativas das provas que realizaram. Lembrando que o exame não é classificatório, pois não existe um número certo e fechado de aprovados. Para passar basta alcançar a pontuação definida.

E mais, os bacharéis podem fazer a prova quantas vezes desejarem, e não há número de tentativas para cada um. O exame qualifica ao aprovado a exercer a tão sonhada profissão de advocacia.

Um fator importante é a explosão de cursos de direito pelo país, fato esse que, faz com que muitas faculdades fracas surjam a todo momento. Por conta disso, muitos acabam por não conseguirem a aprovação no exame de proficiência da profissão, ficando pelo meio do caminho. Os dados mostram que no último ano, somente 2 de cada 10 bacharéis conseguiram a carteira de advogado.

 

E então o que se conclui é que toda dedicação exclusiva é bem vinda. E fatores como perseverança e empenho são decisivos na hora de prestar o exame da OAB.

Mas o que fazer para passar de primeira?

Vale a pena investir em materiais de estudo para se preparar para a OAB?

Essa é uma questão que se faz necessário levantar, quando o assunto é ser bem sucedido e conseguir a aprovação o quanto antes possível. Há, ou não, a necessidade de se buscar por um material de estudo para OAB, métodos, ou apostilas que possam trazer ajuda pertinente na hora de fazer a prova? Ou, há mesmo chance real de se conseguir material por conta própria sem precisar gastar dinheiro com apostilas caras?

Existem duas situações que podem esclarecer se é necessário investir em material, e aqui vão elas:

Students-1024x768

Com o material em mãos, mas sem disciplina

Profissionais que já tiveram bom êxito e passaram no exame, dão a dica que ter foco e disciplina deve ser a primeira preocupação do estudante. Não adianta comprar todo o material necessário e não estudá-lo com afinco. Será perder tempo e dinheiro, pois a aprovação será mais difícil. Se ele não se dispuser cumprir as horas de estudo, ele poderá não conseguir, mesmo que tenha todo o material necessário.

Não tem disciplina, mas quer ganhar foco

Outra dica é, se o candidato não tem muita disciplina em casa, mas quer obter mais tempo de estudo. Neste caso fazer um cursinho para a primeira fase, será uma boa opção. Mas tudo vai depender do esforço empreendido.

Nos dois casos sempre será preciso adquirir livros adequados a sua deficiência. Livros que sejam em essência um bom resumo do que já foi estudado no curso. Existem umas sinopses jurídicas que ajudam bastante e que valem o investimento.

 

Mas é importante lembrar que é preciso escolher bem o material de estudo que vai adquirir. Pois, pior do que não estudar é estudar errado. Para te ajudar nessa escolha, certifique-se sobre quem produziu o material, se está atualizado, organizado e qual o preço dele! Tudo isso te ajudará a garantir que está fazendo um bom investimento no seu material de estudo para preparação da OAB!

Gostou dessas dicas? Você investe ou já investiu em materiais de estudo? Quais suas impressões? Deixe seu comentário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *